A “tragédia” inevitável entre Woody e Lisboa

Fotograma "Manhattan" (1979)

Fotograma “Manhattan” (1979)

Boy, this is a really great city. I don’t care what anybody says. It’s a real knock-out, you know? 

Olhando para a rua consigo ver as ubíquas placas verdes claras na esquina da 1st Av. e a E 56th St. Lá fora estão -7º. Dentro do café a música que se ouve, juntamente com o barulho de trocos a serem dados, relembram que mesmo no dia de Natal este é um dia normal em Nova Iorque.

Há uns minutos visitei um local extraordinário, eternizado por um dos mais aclamados realizadores desta cidade. No filme “Manhattan” (1979) é aqui que decorre a famosa cena entre Isaac (Woody Allen) e Mary (Diane Keaton). Um plano aberto, com duas silhuetas do lado direito de costas e a Queensboro Bridge que cruza o resto da imagem, do lado esquerdo das personagens.

IMG-20131225-00353

Para se chegar ao Riverside Terrace é preciso afastar-se daquilo que é o epicentro de estímulos sensoriais das avenidas mais centrais da ilha. É necessário ir para oriente e cruzar a Madison e a Park e a 3rd. Avenidas que, ao contrário da maioria, têm ligeiros declives que as tornam particulares. Aqui as ruas são calmas. As entradas dos prédios são distintas. As senhoras usam casacos e chapéus de peles enquanto passeiam os seus minúsculos cães, também eles vestidos a rigor. Sente-se um certo voltar atrás num tempo em que nunca se viveu, não obstante documentado na história do cinema.

A aproximação ao sítio faz-se através de uma pequena praceta (Sutton Square) perpendicular à avenida principal (Sutton Place). A primeira abre-se para o rio através de um terraço onde Mary e Isaac viram o amanhecer sentados num banco.

IMG-20131225-00346

Quando cheguei deparei-me com um casal que estava lá com o único propósito de “entrar neste filme”, nesta “máquina do tempo”. Minutos depois sentei-me pensando estar sozinho. Segundos depois fui surpreendido pelo regresso do casal que me perguntou se gostaria que tirassem uma fotografia daquele momento. Foto tirada. Sozinho, contemplei a paisagem durante alguns minutos. Relembrando as palavras de Rem Koolhaas sobre Nova Iorque: uma cidade geograficamente bem delimitada, composta por um mosaico de episódios verdadeiramente extraordinários. Todas as cidades o são, mas aqui essa imagem é mais notória.

IMG-20131225-00352

Woody Allen, um filho de Nova Iorque, é um perito na criação dos seus próprios episódios nesta e noutras cidades. O empréstimo do seu olhar sobre as cidades não-americanas tem sido um contributo importante na divulgação das mesmas. Numa entrevista, a sua irmã (membro importante da equipa de produção dos seus filmes) disse que Woody Allen tem procurado nos últimos anos, realizar filmes em cidades que o façam feliz. Locais onde ele poderá estar com a sua família durante um período de férias e depois por mais dois ou três meses, continuando a fazer o que ama: criar. Londres, Barcelona, Paris ou Roma reflectem isso mesmo.

Recentemente falou-se da possibilidade de Lisboa fazer parte deste “franchise”. “Pormenores” têm impedido um avanço bem sucedido do projecto. Ainda que as obras de Woody Allen engradeçam a “sétima arte”, também as questões relacionadas com dinheiro poderão ser impeditivas da concretização de um feito que, a realizar-se, seria muito importante para Lisboa e os lisboetas.

IMG-20131225-00351

A quantidade de pessoas que aqui falam (bem!) de Lisboa, está para além daquilo que poderia alguma vez imaginar. Os que já a visitaram dizem que queriam lá viver, os que ainda não visitaram conhecem alguém (normalmente um músico ou um artista plástico, por qualquer razão) que já a visitou e que quer lá viver. Ao ouvir isto não deixo de sorrir e perceber que, de facto, por vezes temos de nos afastar daquilo que amamos para perceber o valor que elas têm para nós.

Estou certo que este “namoro” entre Allen e Lisboa é “uma tragédia que não se poderá evitar” (como disse Françoise Gilot sobre a sua relação com o Pablo Picasso). Se for para acontecer, acontecerá. Há demasiadas pequenas histórias que merecem ser criadas e contadas entre os dois.

IMG-20131225-00349

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s